Enxoval: 5 dicas para economizar

Atualizado: 8 de Fev de 2019


Quando engravidei do Noah não tinha condições financeiras para fazer aquele enxoval com mil produtos importados. Enquanto amigas planejavam sua viagem para o exterior, com o objetivo de comprar tudo do bom e do melhor para seus bebês, eu fazia as contas pensando se teria dinheiro o suficiente para comprar itens básicos, como fraldas, creme de assadura, etc. Que fase!

Sempre quando me vejo numa situação adversa, penso: "O que posso aprender a partir dessa experiência?"

Todas as situações trazem bons aprendizados, basta treinarmos o nosso olhar para tirar algo de positivo de toda e qualquer vivência. Neste caso, aprendi que comprar menos itens do enxoval significa aproveitar mais o que se tem e não se frustrar com compras desnecessárias.


Listei aqui algumas dicas de como comprar somente o necessário e o que eu comprei/ ganhei, que fizeram toda a diferença.


Antes de comprar QUALQUER coisa, pense:


1- Como este item será utilizado na prática?

É algo que todos os bebês / mães utilizam ou só em casos específicos? Cuidado na hora de comprar coisas simples como mamadeira, chupeta, bomba de tirar leite, etc. Leia a próxima dica e entenda do que estou falando.


2- Compre quando surgir a necessidade!

Um item clássico de desperdício de dinheiro na hora do enxoval é a famosa bombinha de tirar leite. Nem todas as mães precisam, por isso vale a pena comprar apenas se surgir a necessidade. Eu ainda estou amamento meu filho (1 ano e 4 meses agora) e nunca precisei tirar leite. E para completar, ele não gosta de mamadeira! Sou grata pelos conselhos da minha mãe que me orientou a comprar apenas uma mamadeira para testar. Fiz o mesmo com a chupeta, mas neste caso, e ele amou. Logo no hospital já pegou. Na primeira semana de vida dele, compramos mais duas e achei que três chupetas foram o suficiente para nós. Depois de alguns meses comprei um prendedor de chupeta, pois ele começou a deixa-lá cair por aí.


As compras por necessidade surgem aos poucos, e assim a conta do enxoval se dilui ao longo dos meses.

3- Preciso comprar agora ou posso esperar alguns meses?

O maior motivo para o enxoval do bebê ficar caríssimo, é a quantidade de coisas que compramos ao mesmo tempo. Cadeira de alimentação, por exemplo, é algo que o bebê muito provavelmente vai utilizar quando tiver pronto para sentar sozinho (sem apoio), isso ocorre lá para os 5, 6 meses de vida.


4- Este item faz está de acordo com o meu estilo de vida?

Na hora de escolher o carrinho, por exemplo, pense no contexto que ele será utilizado. Eu, por exemplo, faço tudo a pé e não tenho carro, quando preciso ir para algum lugar mais distante sempre opto por uber/taxi, metrô ou ônibus. Quando escolhi o carrinho do Noah, buscava algo prático de abrir e fechar, leve e com um bom preço. Comprei o carrinho Chicco OhLalá e fiquei muito satisfeita, principalmente quando tinha que subir ou descer escadas sozinha e conseguia facilmente carregar o carrinho com o Noah sem muito esforço (o carrinho pesava apenas 3kg e na média eles pesam 12kg). Atualmente moro na Suécia e aqui este modelo não é a melhor opção durante o inverno, pois as rodas são pequenas e o carrinho literalmente empaca na neve. Ganhamos de presente o Joolz Hub que é bem compatível com a vida que temos por aqui.


Neste outro texto falo mais sobre a escolha do carrinho e as minhas experiências com diferentes modelos e marcas. (Na próxima semana!)


Sling também é outro item que vai depender do seu estilo. Tem pais que adoram e outros que nunca tiveram a oportunidade de usá-lo. Eu achava muito prático colocar o Noah no sling e ir ao mercado, arrumar a casa, e fazer outras atividades. Ele adorava passar o aspirador de pó comigo pela casa quando tinha poucos meses. Eu usei muito fora e dentro de casa. Para viajar de avião também foi fundamental, pois fiz muitas viagens internacionais sozinhas com ele bem pequeno.


Veja aqui dicas para viajar com bebês. (Na próxima semana!)


5- Considere comprar de segunda-mão.

Algumas coisas valem a pena pesquisar na internet ou em lojas de segunda-mão, antes de ir comprar um novo na loja. Muitas vezes você encontra itens praticamente novos e por um preço bem melhor. O Berço, por exemplo, sai metade do preço e normalmente está em ótimo estado.


Dicas de onde comprar pela internet: Facebook market ou grupos, Enjoei, OLX, são alguns sites que utilizei e gostei muito.

Obs. Também vendi e doei muitas coisas ao longo dos meses, o que me deu um retorno para adquirir outras.


Então, espero que este texto tenha sido útil para você e compartilhe aqui nos comentários outras dicas, caso você tenha, e ajude outras famílias a economizarem também.


Check list para comprar apenas o necessário:


- O que é?

- Para que serve e quais benefícios me traz?

- Quando vou utilizar? Existe a chance de não ser utilizado?

- Posso esperar para comprar quando surgir a necessidade?

- Vale a pena comprar de segunda-mão?


Espero ter ajudado! Compartilhe aqui nos comentários outras dicas que você tenha.


Um abraço apertado,

Mariana Treigher


Caso tenha interesse, você pode se inscrever gratuitamente na nossa lista e ser notificado sobre as próximas publicações. Para isso, basta deixar seu e-mail no formulário abaixo.



Foto: Gazeta do Povo

86 visualizações

PARENTS LIKE ME

 Um espaço para falar sobre parentalidade com empatia e respeito. 

NOVA TURMA! CONEXÃO FAMILIAR:

Conheça nosso novo curso online e aprenda como estimular seu filho a estudar com brilho nos olhos, ajude-o a lidar com suas emoções e conheça o seu Perfil Cognitivo.

Participar >

FIQUE POR DENTRO

TERMOS DE USO      |      POLÍTICA DE PRIVACIDADE      |      CONTATO

Parents Like Me - Um espaço para falar sobre parentalidade com empatia e respeito. 

Todos os direitos reservados ao Parents Like Me. Proibido a reprodução do conteúdo deste site sem prévia autorização. A Redação do Parents Like Me não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos e tópicos assinados ou por qualquer conteúdo publicitário e comercial, sendo este último de inteira responsabilidade dos anunciantes.

© 2023 Parents Like Me. Todos os direitos reservados.